HIDRATAÇÃO DE FORMAÇÕES REATIVAS DE REGIÕES PETROLÍFERAS: UMA BREVE REVISÃO

Danielly VIEIRA DE LUCENA, Carlos Magno Rocha Almeida Souto

Resumo


A utilização de fluidos aquosos em formações sensíveis à hidratação (como as que contêm argila) promove um dano às paredes do poço e causa sérios problemas durante a perfuração. Dependendo das características químicas, as formações reativas expostas a um fluido aquoso tendem a absorver a água do fluido, resultando no rápido inchamento e dispersão de argila. Esse fenômeno, que é responsável pela maioria dos problemas de instabilidade durante a perfuração, acarreta em encerramento da broca, aprisionamento da coluna de perfuração, variação no diâmetro do poço dentre outros se configura como um dos maiores obstáculos para a operação de perfuração. Deste modo, este artigo visa a apresentar os mecanismos de instabilidade de formações reativas, seus mecanismos e fenômenos envolvidos.


Palavras-chave


fluidos aquosos, formações reativas, instabilidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Copyright APEC e Rede Internacional de Universidades Laureate
E-mail: edunp@unp.br

AV. Senador Salgado Filho, nº1610. Prédio I, 3º andar, Sala 306. Lagoa Nova. Natal/RN. CEP: 59056-000.
Tel.: (84) 3215-1222