Dentes submetidos a diferentes medicações intracanal / Dental subject to different medications

Maria Cleide Azevedo Braz, Édipo De Almeida Mendes, Raquel Tereza Mendonçae Cavalcante Gomes, Ítalo Cardoso Dos Santos, Ângela Toshie Araki, Rosângela D´Ávilla Pinheiro Daniel

Resumo


Introdução: Nos casos de necrose pulpar, onde os microrganismos de maior virulência sobrevivem no interior do canal radicular, a medicação intracanal pode ser um valioso complemento na desinfecção do sistema de canais radiculares. Objetivo: Este trabalho avaliou o sucesso radiográfico, após o intervalo de tempo de dois anos, em pacientes submetidos a tratamento endodôntico prévio. Material e Método: Realizou-se um estudo com 35 pacientes os quais apresentavam dentes unirradiculares e necrose pulpar com ou sem lesão periapical. Os pacientes foram divididos em três grupos. O primeiro grupo (G1) não recebeu nenhum tipo de medicação intracanal; no segundo grupo (G2) foi utilizada Clorexidina a 2%; e o terceiro grupo (G3) recebeu CFC. Para avaliação do sucesso do tratamento realizou-se radiografias periapicais: uma no início do tratamento; uma ao término deste; e outra após dois anos do tratamento endodôntico. A mensuração das lesões periapicais foi realizada através da delimitação das bordas da lesão. Resultado: Os melhores resultados obtidos foram para o G3 para o percentual médio, com relação à diminuição da lesão; dos três grupos, o que teve resultado menos satisfatório foi o G2; e o grupo G1 conseguiu casos de sucesso na redução da lesão. Conclusão: Frente à metodologia empregada verificou-se que o CFC foi mais efetivo quanto à diminuição do tamanho das lesões apicais quando comparado à Clorexidina a 2%.


Palavras-chave


Endodontia. Necrose Pulpar. Radiografia. Clorexidina. Hidróxido de cálcio.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Copyright APEC e Rede Internacional de Universidades Laureate

E-mail: edunp@unp.br

AV. Senador Salgado Filho, nº1610. Prédio I, 3º andar, Sala 306. Lagoa Nova. Natal/RN. CEP: 59056-000.
Tel.: (84) 3215-1222